17 de fevereiro de 2012

Mulheres em casa



D. Manuel Monteiro de Castro defende que as mulheres têm um papel único na sociedade e que é ficar em casa a cuidar e educar os filhos.

Como antigamente acontecia, hoje já não é tanto assim... a mulher de hoje adquiriu um lugar na sociedade e iguais direitos em relação aos homens! Porém, e na minha opinião, é de enaltecer o que foi dito pelo bispo, pois  a função de mãe/educadora/protectora/formadora tem muito mais do que se lhe diga e eu valorizo e admiro muito as mães que tomam esta decisão de querer fazer parte integrante da vida dos filhos, sabendo que assim contribuem para um crescimento muito mais saudável e harmonioso dos seus filhos! 

Se eu pudesse sim, ficava em casa com a minha filha, pois nada me daria mais prazer do que poder ensinar-lhe tudo que tenho para ensinar, dar-lhe o meu tempo, o meu amor, a minha paixão por ser sua mãe e tanto mais...! Não faz sentido na minha cabeça, que os filhos tenham que ter horários para levantar, para comer, sair a correr logo de manhã, meios ensonados, ao frio, ao calor, para longe, para onde a vista não alcança, depois o trânsito, depois os pais chateados [ambos] porque o dia correu mal [e que culpa os filhos têm?], e muitas vezes já é tarde quando chegam a casa e o filho vai já para a cama, ... Não me cabe no coração que uma criança tenha que passar por isto, pois eu não passei e como é certo não quero que uma rotina destas faça parte da infância, das memórias de criança da minha filha.

 Mas quando não dá, não dá mesmo... ficar sem um ordenado em casa é impensável nos dias que correm e claro que primeiro está a nossa filha e o bem estar dela... E fico na esperança de um dia poder concretizar esta minha vontade, até lá, vou aproveitando cada momento que tenho [que é quase sempre escasso] para estar com ela e dar-lhe tudo que tenho para dar...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Agradeço o teu comentário e a visita! Espero ver-te por cá mais vezes ;)