22 de setembro de 2011

Uma história que toca o coração

Esta é com certeza, mais história uma igual a tantas outras que [infelizmente] existem no nosso país! E se calhar até bem mais tristes, só que infelizmente há pessoas que não têm a coragem que esta mãe teve, para pedir ajuda da forma que o fez!
Se "dermos" um pouco de nós, irá se tornar no "muito" para esta mãe e seu filho!
[Esta mensagem foi retirada DAQUI]


" Uma Mãe pede ajuda para alimentar o filho.



Hoje durante a tarde, enquanto trabalhava tinha a televisão ligada na Sic.
Ouvi uma voz meio chorosa e alguém dizia : -"Sou mãe, eu não preciso de comer mas não quero que o meu filho passe fome".
Estas palavras vinham de uma mulher que sofreu a vida toda de violência doméstica e mesmo assim não perdeu a capacidade de amar e ama incondicionalmente o seu filho de 28 anos que sofre de paralisia cerebral. Esta criança (sim porque é mais criança que o meu filho de 4 anos) depende da mãe para tudo, sofre de 95% de invalidez e têm um subsidio de 300 euros.
Como Mãe, obviamente estas palavras tocaram-me profundamente, e ver o desespero e ao mesmo tempo esperança nos olhos desta senhora deixou-me emocionada.
O Pai, ou melhor, o senhor que o fez, abandonou os dois à própria sorte!
A Segurança Social diz á senhora para entregar o filho a uma instituição e ir trabalhar...mas esta Mãe, e permitam-me, muito bem, não entrega o seu bebé. 
Assim sendo, vivem com 300 euros para pagar renda, medicamentos, comida, água, luz etc...
Esta Mãe não pede que lhe enviem dinheiro.
Esta Mãe não têm vergonha de pedir ás portas um pouco de pão e não têm vergonha de vir á televisão pedir ajuda.
Na verdade esta Mãe faz exatamente o que eu fazia se tivesse nas suas condições, não abandona o filho, dá-lhe todo o amor do mundo e implora por ajuda...não para ela, para o seu filho.
O que me impressionou mais foi ela pedir um pacote de farinha láctea, leite, iogurtes ou qualquer outro alimento.
Bem sei que os tempos estão difíceis para todos, mas se uma pessoa enviasse por mês um pacote de farinha, outra um pacote de arroz, etc.. etc...não iria fazer grande diferença no orçamento familiar de cada um e no entanto ajudaríamos tanto esta mãe!
Eu irei enviar um pacote de cereais, um pacote de esparguete e um litro de leite. Nestas 3 coisas gastarei 2 euros.
Se alguém quiser ajudar esta Mãe, pode enviar o que puder/quiser para:


Arminda Andrade Ferreira

Rua do Canto

Galisteu
... 6360-201 Celorico da Beira

Se cada um enviar uma coisa que seja, todos juntos faremos a diferença!"

Sem comentários:

Enviar um comentário

Agradeço o teu comentário e a visita! Espero ver-te por cá mais vezes ;)