22 de julho de 2013

Da ida ao cabeleireiro


Só hoje tive coragem de me exprimir acerca do corte de cabelo que fiz. Bom, eu já andava à semanas para ir ao cabeleireiro, mas com a gravidez fui adiando até chegar ao segundo trimestre. O médico disse que não havia problema, mesmo que fosse antes, mas eu preferi não arriscar. Na passada semana fui então passar cerca de 2h30 no cabeleireiro. Muuuito tempo! O que vale é que eu não me canso de lá estar, ainda para mais estava apenas eu para ser atendida. Finalmente terminou a minha guerra contra os cabelos brancos, que orgulhosamente se exibiam na minha singela cabeleira... e não eram poucos! Genes de família... Depois de 35min com os cabelos a nadar em tinta e embrulhados em papel de celofane, o meu cabelo ganhou outra vida! Adorei a nova cor, mais natural e clara, a combinar com o verão! A seguir veio a hora crítica. Como sempre, vou para o cabeleireiro com vontade de fazer um novo corte, algo diferente, quase um Extreme Makeover. Mas quando chega a altura de cortar... até tremo e lá se me vão as ideias de um novo visual. Pedi só para cortar um nadinha as pontas... mas um nadinha não chegava, tal era a lástima em que se encontravam as pontas... lá foram 4 dedos de cabelo. Até me arrepiei ver aquelas pontas caídas no chão. Pedi para esticar, como é costume... saí de lá contente com o resultado, mas apreensiva. Quando chegasse a hora de lavar, aí sim, veria até onde os caracóis levariam os comprimento do cabelo. 
Surprise! Adorei... ficou mesmo giro! Eu nunca tinha "sorte" com as cabeleireiras que se me passavam as mãos pelo cabelo. Ou a mais, ou a menos, ou cortes que não me favoreciam...desta vez acertei em cheio! Yey!

2 comentários:

  1. Boa!! Também estou a precisar de um corte desses.

    ResponderEliminar
  2. Eu estou sempre a fazer cortes radicais...da ultima vez que ia fazer a cabeleireira disse que não cortava :) agora estou a deixa-lo crescer novamente.

    ResponderEliminar

Agradeço o teu comentário e a visita! Espero ver-te por cá mais vezes ;)