29 de maio de 2011

Destino



Há quem acredite e não... Eu acredito no destino!

Senão atentem no seguinte:

Como é que uma moça do campo, que vivia lá nos confins, para os lados da serra da Peneda-Gerês, se encanta por um moço de uma cidade que dista de 100Km? É o destino... E foi também amor à primeira vista...

Na altura em que conheci o meu mais que tudo, andava vidrada numa música... adorava aquela música, mas não sabia quem era o intérprete nem o nome da música... Andava frustrada a tentar descobrir pelos meus meios, na altura (e não vai assim à tanto tempo), lá não havia internet... Campo...

Nessa altura recebi uma proposta de emprego e fui fazer formação no Porto, onde encontrei o amor... Depois de nos conhecermos ele ofereceu-me um CD de música... que música estava nesse CD qual era?... a tal música que eu andava doidinha para descobrir! Então... só pode ser mesmo o destino!

De entre outras coisas...mas acho melhor nem entrar por aí! Arrisco-me a ficar aqui a noite toda e o dia de amanhã e quiçá uns quantos dias, e eu não tenho vida para isto.

A música da minha vida!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Agradeço o teu comentário e a visita! Espero ver-te por cá mais vezes ;)